Bem, se há post pedido no grupo é este! Portanto, aqui ficam algumas dicas para proporcionam um crescimento mais rápido do cabelo.

1. Massagear o couro cabeludo

Durante a lavagem do cabelo, pode-se fazer uma pequena massagem no couro cabeludo com as pontas dos dedos, deste modo vamos melhorar a circulação sanguínea local, que por sua vez vai favorecer o crescimento.

2. Um estilo de vida saudável

Uma alimentação saudável conjugada com a prática de exercício físico vai garantir um cabelo mais bonito e forte.

3. Fazer o cronograma capilar

Isto porque, um cabelo saudável vai ter tendência a manter-se mais forte, e portanto vai partir menos.

4. Diminuir o uso de fontes de calor e utilizar SEMPRE protetor térmico

Sim, é verdade! Temos imensos casos no grupo de meninas que se queixavam que o cabelo não crescia porque estava sempre a partir! E porque é que o cabelo partia? Devido ao excesso de uso de fontes de calor! Portanto, tentem reduzir o uso das mesmas e nunca se esqueçam de utilizar o protetor térmico!

5. Não pentear o cabelo molhado

Pentear o cabelo molhado vai fazer com que o mesmo se parta mais facilmente. 

6. Não esfregar o cabelo todo durante a lavagem

O correto é esfregar apenas o couro cabeludo com as pontas dos dedos.  E, depois de o lavar, também não devem esfregar o cabelo com a toalha.

7. Champôs/loções que estimulam o crescimento

Este tipo de produtos são óptimos para quem quer dar um up no crescimento.
Exemplos de produtos:
Pra Bombar da Novex
Bomba Café da Real Natura
Rapunzel da Lola Cosmetics
Força com Pimenta da BioExtratus

8. Aplicar óleo de rícino apenas na raiz

Com a ajuda de um pincel podem aplicar o óleo apenas na raiz. Após a aplicação devem fazer uma massagem de 5 minutos e deixar o mesmo, no mínimo, 3 horas. Pode-se fazer no máximo 3x por semana durante 3 meses. Atenção: O óleo de rícino não deve ser utilizado por gestantes ou quem esteja a amamentar. Fazer sempre teste de alergia 24h antes de usar (colocar um pouco atrás da orelha). Pode causar tonturas, desmaios, diarreia ou alteração do ciclo menstrual. 

Se seguem todas estas dicas e o vosso cabelo não “sai do lugar”, o melhor é consultarem um médico especialista.